Desabafo: Que ódio!

Sabe o mau humor? Então… Ele anda atingindo meu relacionamento com a minha própria pessoa. E o pior é não saber o por que, ou até saber, mas não conseguir lidar com isso… Não conseguir colocar um ponto, ou ao menos resolver de maneira clara todos os erros, inseguranças, desavenças e afins.

Está difícil, não consigo mais fingir que esta tudo bem, fingir que nada aconteceu e continuar vivendo e sorrindo. Ando um pouco brava, ranzinza e chatinha… E sabe por que? Não… Não tem nada a ver com TPM. Anda bem longe disso. 

Não acredito que isso esta acontecendo comigo de novo… Estou me apaixonando por um otário mais uma vez. Desses que não ligam no dia seguinte, na semana seguinte, e depois te encontram e dizem eu te amo, sabe? Então…

Estou com ódio de mim mesma, e de você querido… Por me fazer gostar de suas imperfeições. Por um lado eu quero esquecê-lo e por outro lado eu acho que ele é a única pessoa, neste mundo todo, que pode me fazer feliz. Muito estranho, não consigo lidar com essa loucura muito bem.

Estou estranha, hoje em dia eu prefiro ficar mais na minha, quieta no canto, escondida da população, assistindo um filme invés de ir a uma festa… Mas não foi sempre assim, eu era do tipo que “espalha felicidade”, ria de tudo e de todos, fazia piada com todos, inclusive eu mesma… Porem, no final das contas, a minha própria felicidade fugiu de mim. Não a encontro em lugar nenhum, a não ser em seus braços.

Eu sei, eu sei, é só uma fase. Vai passar! 

Enquanto isso, eu sofro… Por um sms não respondido, uma palavra a menos na hora da resposta, falta de carinho, falta de tempo, saudade, distância, frio nos pés… Entre outros detalhes!

Odeio essa ausência, odeio essa falta de jeito com o amor, odeio essa falta de tempo pra se dedicar a mim, odeio quem trabalha demais, odeio você, que não gosta disso, que não gosta daquilo… Odeio esse mimimimi de estou tentando, vamos viver assim, vamos levar, vamos ver onde vai dar… Estou curtindo, estou gostando, gosto de você…

Mas que ódio. Por que eu não posso me apaixonar por alguém normal? É tão difícil assim coração?

É difícil, sim, é muito difícil eu sei… Sempre gostamos do mais torto, do diferente ao igual, do agitado ao calmo, do bagunceiro ao quietinho, afinal, nada muito certo tem graça. Por isso nos arriscamos, seja para ser feliz, seja para sofrer.

Um dia ou outro a gente se ajeita né? E acha o encaixe perfeito, a metade da laranja… Enquanto isso não acontece, eu fico aqui… Dormindo sozinha, nessa noite fria! 

Que ódio!

 

Lethicia. Beijos

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: